Resultados da sua pesquisa

Redução de vagas de estacionamento amplia importância dos edifícios-garagem

Postado por Marcelo Allevato em 5 de fevereiro de 2014
| 0
post10

BS-PAR~1

 

Encontrar uma vaga de estacionamento nos grandes centros urbanos já é um desafio e tanto. Na capital fluminense, que tem uma frota estimada em 2,6 milhões de carros, essa tarefa é ainda mais complexa. Tal cenário ganhou contornos ainda mais firmes no Centro do Rio de Janeiro com a extinção de 1,4 mil vagas e o fechamento de estacionamentos irregulares.

Na Zona Portuária, que passa por uma ampla reforma urbanística, haverá restrições ainda maiores: enquanto, nas demais regiões da cidade, é permitida uma vaga para cada 25 metros quadrados de edificações, no local só haverá espaço dedicado para veículos para cada 50 metros quadrados construídos. O objetivo é privilegiar o transporte coletivo.

Um efeito desse processo é a elevação nos preços de vagas. Reportagem publicada pela “Revista Secovi Rio” revelou que, para adquirir um boxe no Centro, o comprador deverá desembolsar um valor equivalente ao pago por um apartamento conjugado em Madureira.

Nesse cenário, os edifícios-garagem, prédios com estacionamentos verticais, acabaram ganhando espaço cativo na vida dos cariocas que não abrem mão do carro. Assim como os condomínios residenciais, tais unidades possuem gestão, síndicos, assembleias, convenções e reuniões periódicas.

Temas como segurança, horário de funcionamento e melhorias estruturais são tratados nos encontros de donos de vagas. Muitas vezes, a negociação de vagas conta com o apoio de uma administradora, e os valores médios para venda, no Centro, giram em torno de R$ 40 mil.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Centro - Sede Própria

Rua Sete de Setembro, 92 - 15º Andar
Centro - Rio de Janeiro - RJ
+55 (21) 2221-7232

Barra - Filial

Av. das Américas 3.301 / Sala 215 - Bloco 5 - Barra Business
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
+55 (21) 3795-7232 / 3795-7233